domingo, 21 de dezembro de 2008

Página Branca - Desfecho

- Estamos combinados então! Depois de amanha, eu apareço aqui.
- Ok, Ryan! Eu vou jantar fora ou assim, e podes ficar à vontade para lhe preparares tudo, precisas de mais alguma coisa?
- Não, penso que está tudo orientado, só precisava mesmo desse favor teu.
Ryan regressa a casa depois de falar com o irmão de Samantha. Está a pensar preparar-lhe uma surpresa, um jantar especial em casa dela.
No dia do acontecimento, tudo segue como previsto, o irmão dela dá-lhe as chaves de casa dela e ajuda-o a levar algumas coisas. O resto fica com Ryan.
Começa a preparar as coisas, põe a mesa, velas que se confundem com o branco e cor de vinho, acompanhado por uma taça cheia de pétalas de rosas. Na porta, deixa-lhe um bilhete e até à mesa de jantar, um rio de pétalas pelo chão.
Prepara o jantar e no meio de alguma simplicidade, faz algo especial.
Ela chega a casa e ele espera por ela com uma rosa atrás das costas. Ela chega perto da porta e lê o bilhete que ele tinha deixado. Com receio abriu e leu, as palavras recheadas de ternura:

'O sol já desapareceu, a lua não brilha hoje e a escuridão persegue este mundo, mas no meu coração haverá sempre uma luz a seguir, e tu serás a minha luz.'

Samantha entra em casa e fica surpresa com tudo aquilo que ele tinha preparado. Ela chegando perto dele perguntou:
- O que vem a ser isto?
Tirando a rosa de trás das costas ele responde:
- Isto é tudo para ti!
Sem conseguir dizer nada, ela pega na rosa e leva-a ao nariz, cheirando aquele aroma. Ele convida-a para a mesa e como um cavalheiro, puxa-lhe a cadeira e ajuda-a a sentar. Vai buscar o jantar logo após isso e senta-se em frente dela. Poucas palavras são proferidas pelo jantar, mas são muitos os momentos em que ele olha para ela, em que se perde na beleza da pessoa à sua frente.
No fim do jantar, Ryan perde o medo, ganha coragem, enche o peito de ar e sem pensar diz tudo o que sente. Fala de tanta coisa que o seu coração queria dizer há tanto tempo, que agora, é jogado ali na frente dela.
Sem reacção Samantha fica imóvel perante ele, ela fica abalada com tanta coisa e fica a olhar para ele sem nada dizer.
Agora é ela que não consegue falar, é ela que não tem palavras e rompendo um silêncio que havia ficado no ar após as palavras dele, ela apenas desce a cabeça e diz:
- Desculpa!
Engolindo em seco, ele sai correndo. Sem ver nada nem ninguém ensopado em lágrimas, foge desistindo do mundo em que vive.
Naquela noite a página em branco ganhou vida, mas não com a tinta da caneta, e sim, com as lágrimas que ele deixou cair.

[Foto by Carrion Shine]

2 comentários:

Sandrine disse...

"Naquela noite a página em branco ganhou vida, mas não com a tinta da caneta, e sim, com as lágrimas que ele deixou cair." Perfeito.. Quero ler o resto =) Beijinho

raquel disse...

bem!!! um momento tao bonito que acabou assim:S
adorei os pormenores do jantar nao me importava que me fizexem o mesmo...lolol mas concerteza a pagina em branco ganharia vida nao com as lagrimas mas sim com mt mt amor***
beijo

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

beruby.com, o portal que partilha os seus rendimentos

 
Design by Vitor Alves |*| Sente-te em casa!