segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Desenhos

Voltaste a pegar no meu caderno, e desenhas-te algo. Tantas foram as vezes que fizeste e quando dei por mim tinha o caderno cheio de coisas tuas.
Tinha aquele canto superior repleto de coisas banais mas que por ventura são mais que aquilo que pensamos, são coisas grandes.
O que não pensei na altura é que estavas a fazer um desenho duplo, pois o meu coração gravou exactamente aqueles desenhos.
Não! Não foi a mente, porque na verdade nem me recordo do que era, um morango, um cubo, um cocktail, algo assim…mas não ficou exactamente gravado na mente, foi mesmo no coração.
Se tudo fosse tão bonito como isso, mas depois aqueles momentos que me deixam tão confusos, aqueles no qual eu fico a pensar sem tu te aperceberes, em que, por momentos, te vejo tão bem na tua vida, como por outro lado a querer pertencer a minha e a dares a solidez para que assim seja.
Vou ficar aqui sentado, embalando a cabeça ao som de uma música e fico a espera que te sentes a meu lado.

1 comentários:

cascao disse...

sao estas pequenas coisas que marcam a nossa vida, sao as coisas k tornam a nossa vida especial e unica...bjsss(eu tb falo de felicidade)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

beruby.com, o portal que partilha os seus rendimentos

 
Design by Vitor Alves |*| Sente-te em casa!